Comunicação

Jornalistas do JN e O Jogo em conferência com reclusos do Linhó

Jornalistas do JN e O Jogo em conferência com reclusos do Linhó

A "Veracidade da Informação na Era do Digital" foi o tema da conferência que juntou, na última semana, jornalistas do JN e de O Jogo, e reclusos do Estabelecimento Prisional do Linhó (Sintra), ao abrigo de uma parceria entre a Global Media Group e a direção daquela unidade.

O que é uma notícia? Como devemos perceber quais as fontes que são fiáveis? Como distinguir a informação do entretenimento? Estas foram algumas questões em destaque na iniciativa integrada no "I Ciclo de Conferências da Escola do Estabelecimento Prisional do Linhó" e que juntou jornalistas do JN e de O Jogo e reclusos que estão a desenvolver os seus estudos ao nível do Básico e do Secundário.

Durante cerca de duas horas, Paulo Lourenço, editor-adjunto do JN, e Filipe Dias, subchefe de redação de O Jogo, explicaram, de forma informal e interativa, a forma como as notícias são escolhidas e como a informação deve ser tratada para que seja credível. Foi também abordada a distinção que deve ser feita entre jornalismo e entretenimento, o que despertou a atenção de uma plateia muito atenta.

O fenómeno das "fake news" esteve em destaque. A necessidade de perceber a origem da informação e não se limitar a citar "a Internet" como fonte foi um dos aspetos explicados.

A forma como se trata a informação relacionada com o futebol foi porém a que mais entusiasmou os reclusos/estudantes, que participaram ativamente no debate e até deixaram algumas sugestões muito interessantes do ponto de vista do leitor.

No âmbito do protocolo com o EP do Linhó, a Global Media Group disponibiliza diariamente jornais à biblioteca daquele estabelecimento prisional.