Covid-19

Torres Vedras pede voluntários para lares por falta de brigadas de intervenção rápida

Torres Vedras pede voluntários para lares por falta de brigadas de intervenção rápida

A Proteção Civil de Torres Vedras está a pedir voluntários para reforçar as brigadas de intervenção rápida (BIR) da Segurança Social, que são insuficientes para dar resposta aos lares do concelho onde existem surtos de covid-19.

"Temos três surtos identificados em lares e, devido ao elevado número de casos positivos, a câmara municipal apela à população e aos funcionários municipais que possam colaborar em algumas tarefas nestes lares", afirmou à agência Lusa Marta Rodrigues, responsável do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Dada a situação "preocupante" em todo o país e como "as BIR não são ilimitadas", a técnica prevê que não possa haver o reforço das BIR, motivo pelo qual ter sido lançada uma bolsa de voluntários.

As BIR destacadas para o concelho são compostas por 20 elementos, mas "não são suficientes para dar resposta às necessidades".

Marta Rodrigues disse que, com a ajuda das BIR, "as instituições têm conseguido assegurar as tarefas", mas alertou que está a haver "sobrecarga horária dos seus funcionários" e que estas têm também de gerir as folgas dos que ainda se encontram ao serviço.

Ao apelo lançado, já responderam 24 voluntários e 11 funcionários municipais, três dos quais começaram já hoje a colaborar nos lares.

PUB

As tarefas passam sobretudo pela recolha de roupa suja e de resíduos, distribuição de refeições e apoio no deitar e no levantar de utentes.

Os lares com surtos ativos solicitaram a colaboração de 15 pessoas.

"As necessidades presentes vão ser satisfeitas", assegurou Marta Rodrigues, alertando, contudo, que estão a ser realizados testes noutras entidades e que "as necessidades poderão aumentar se o número de infetados aumentar ou se surgirem mais surtos".

A bolsa de voluntários foi criada em conjunto com a delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa.

No Lar de São José, estão infetadas 124 pessoas e morreram três utentes.

No Lar de Nossa Senhora do Carmo, na Ordasqueira, existem 96 infetados

Um surto com 50 infetados foi detetado no Lar Barro Sénior Residence, no Barro.

Desde o início da pandemia, Torres Vedras, no distrito de Lisboa, contabiliza 3185 casos confirmados de covid-19, dos quais 1015 estão ativos, 2126 recuperaram e 44 morreram.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG