Violência

Militares da GNR de Campo Maior agredidos com murros e dentadas

Militares da GNR de Campo Maior agredidos com murros e dentadas

Dois militares da GNR de Campo Maior foram agredidos esta terça-feira, por um casal, quando efetuavam uma patrulha naquela vila do distrito de Portalegre. Os agressores foram detidos e constituídos arguidos.

Segundo informações a que o JN teve acesso, o casal de 36 anos abordou a patrulha para fazer algumas perguntas e de imediato o homem agrediu um dos militares ao murro. Já dentro do posto, a mulher atingiu o comandante da patrulha com a mala e uma dentada. Os militares foram assistidos no centro de saúde local.

Os agressores foram notificados para comparecerem no Tribunal Judicial de Elvas na quarta-feira.

Em declarações ao JN, o coordenador da delegação Sul da Associação dos Profissionais da GNR (APG), António Barreira, considerou que "os agressores, ao serem notificados para comparecer no tribunal, cria nos mesmos um sentido de impunidade, já que, na maioria das vezes, não aparecem e as moradas que dão no posto não são verdadeiras". E acrescentou: "Provavelmente, amanhã já estarão em Espanha".

ver mais vídeos