Estrada do Belhó

Menino morre afogado num tanque em Elvas

Menino morre afogado num tanque em Elvas

Um menino de dois anos morreu afogado num tanque, que foi transformado numa piscina, na casa onde vivia com os pais, no concelho de Elvas. Este ano vai ser o pior dos últimos cinco em mortes no meio aquático em Portugal.

O incidente aconteceu na segunda-feira, na quinta da família, que se situa na Estrada do Belhó, no concelho de Elvas.

Ao que o JN conseguiu apurar, os pais do menino, um casal com cerca de 30 anos, não chamaram o 112 para o local e retiram o menino do tanque pelas próprias mãos. De seguida, levaram-no para o hospital de Elvas, mas já não foi possível salvar a criança.

PUB

De acordo com o Chefe da Área Operacional do Comando de Portalegre da PSP, "o alerta para a morte foi dado pelo Hospital Santa Luzia de Elvas, tendo a PSP se deslocado àquela unidade hospitalar, no sentido de apurar se existiam indícios de crime", confirmou João Paulo Marmelo ao JN.

"Não existem indícios de crime. O corpo do menino foi transportado para a Morgue do Hospital para ser autopsiado e o processo passou para a alçada do Ministério Público (MP)", rematou o agente.

Pior registo dos últimos cinco anos

Este ano vai ser o pior dos últimos cinco em mortes no meio aquático em Portugal. Segundo o Observatório do Afogamento, da Federação Portuguesa dos Nadadores-Salvadores (FEPONS), até 31 de março já havia registo de 24 vítimas, que têm vindo a aumentar com as mais recentes, nomeadamente na semana passada, na praia da Vagueira, onde morreu um jovem de 14 anos, e esta terça-feira em Elvas.

Segundo o Observatório, em 2021 ocorreram 23 mortos, em 2020 foram 24, 17 em 2019 e 23 em 2018. Em 2017 houve 28 por afogamento. A maioria ocorreu no mar e no rio, havendo poucos casos em tanques, como o registado com o menino de três anos em Elvas. Segundo a FEPONS, há sete situações em tanques desde 2017. Raras também são as vítimas até quatro anos, havia duas (em 2019 e 2021) até esta terça-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG