acidente

Acidentes com aeronaves causaram seis mortes este ano

Acidentes com aeronaves causaram seis mortes este ano

A queda de um helicóptero, esta quinta-feira, perto do aeródromo de Ponte de Sôr, no distrito de Portalegre, provocou a morte dos dois tripulantes, aumentando para seis o número de vítimas mortais ocorridas desde o início do ano.

Cronologia dos principais acidentes ocorridos com aeronaves, desde 1 de janeiro de 2009, de acordo com dados do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA):

2014:

4 de dezembro, Portalegre - Um helicóptero despenhou-se perto do aeródromo de Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, causando a morte aos dois tripulantes.

25 de outubro, Mirandela - Queda de um ultraleve no aeródromo de Mirandela provocou ferimentos nos dois ocupantes, um em estado grave.

12 de setembro, Sagres - Pescadores recolheram, ao largo de Sagres, documentação referente a um piloto e uma aeronave do Aeroclube de Portimão. O avião foi encontrado no mar, dois dias depois, ao largo do Porto da Baleeira. O piloto, de 74 anos, continua desaparecido até hoje.

15 de maio, Setúbal - Uma aeronave fez uma aterragem perto da aldeia do Possanco, na Comporta, concelho de Alcácer do Sal, provocando ferimentos ligeiros nos dois ocupantes.

PUB

30 de abril, Évora - Morte dos dois tripulantes que seguiam a bordo de uma aeronave que se despenhou na zona de Monte da Chaminé, perto do Aeródromo Municipal de Évora.

12 de abril, Sines - Um homem, com cerca de 40 anos, morreu após o parapente em que voava ter caído no mar, ao largo da costa norte de Sines.

2013:

5 de janeiro, Portalegre - Queda de uma aeronave numa zona rural, na Herdade Sobral da Lameira, concelho de Alter do chão, distrito de Portalegre, provocou a morte do piloto e único ocupante do aparelho.

18 de dezembro, Monchique - A queda de um helicóptero em Monchique, Algarve, provocou a morte de um dos tripulantes e ferimentos nos outros dois ocupantes, durante uma operação de vistoria de cabos elétricos.

2012:

5 de setembro, Évora - Queda de aeronave em zona rural nas imediações do aeródromo municipal de Évora provocou um morto

3 de setembro, Ourém - Queda de um helicóptero de combate ao fogo junto ao parque de merendas de Espite, no concelho de Ourém, provocou dois feridos ligeiros.

18 de agosto, Braga - Queda de aeronave junto a habitações em S. Pedro, no concelho de Braga, fazendo dois mortos.

19 de julho, Beja - Amaragem de um avião anfíbio, que participava no combate ao incêndio em Tavira na albufeira do Roxo, devido a uma falha técnica, sem causar vítimas.

3 de julho, Cascais - Uma aeronave caiu na Quinta de Manique, a norte do aeródromo de Tires, no concelho de Cascais, provocando dois feridos leves.

26 de junho, Cascais - Uma aeronave despenhou-se em Matarraque, São Domingos de Rana, concelho de Cascais, causando a morte dos dois ocupantes de 21 e 29 anos.

2 de junho, Sintra - Dois tripulantes, de 67 e 45 anos, foram as vítimas mortais da queda de um ultraleve, na zona de Azóia, concelho de Sintra.

3 de abril, Benavente - A queda de um ultraleve nas imediações do Campo de Voo de Benavente provocou a morte dos dois ocupantes de 18 e 21 anos.

25 de março, Águeda - A queda de uma aeronave em Águeda provocou a morte do piloto de cerca de 50 anos.

2011:

Não se registaram acidentes fatais, facto inédito há mais de uma década em Portugal, segundo o GPIAA. Nesse ano a entidade registou seis acidentes e quinze incidentes.

2010:

29 de agosto, Leiria - Um avião ultraleve despenhou-se na pista do Aeroclube da Lagoa de Óbidos, tendo morrido os dois ocupantes.

10 de agosto, Portimão - A queda de uma aeronave de publicidade em Portimão causou um ferido ligeiro.

21 de março, Castelo Branco - Duas pessoas morreram devido à queda de uma aeronave em Castelo Branco.

6 de março, Montemor-o-Novo - Duas pessoas morreram na queda de uma aeronave junto à localidade de Ciborro, concelho de Montemor-o-Novo. O aparelho despenhou-se quando se preparava para aterrar numa pista particular situada junto a um arrozal, numa zona isolada.

12 de fevereiro, Cascais - Uma aeronave ligeira caiu no Aeródromo de Tires e provocou três feridos ligeiros. A aeronave era proveniente do Aeródromo de Évora, onde funciona a Escola Civil de para-quedistas.

2009:

24 de maio, Funchal - Uma aeronave ligeira, um aparelho privado de acrobacias modelo Zelin 142, despenhou-se na pista do Aeroporto da Madeira, um acidente que provocou um morto, um copiloto da TAP e proprietário da aeronave, e um ferido, mecânico de aeronaves.

13 de junho, Seia - Um helicóptero, da empresa Helisul e que estava a fazer filmagens aéreas ao serviço de uma produtora, caiu numa encosta da Serra da Estrela, a 1.600 metros de altitude, no meio de giestas, ficando seguro por um cabo instalado pelos bombeiros. O realizador e operador de câmara ficaram gravemente feridos, registando-se ainda outro ferido ligeiro.

12 de julho, Porto - Uma pessoa morreu na queda de uma avioneta em Ponte de Lima.

17 de julho, Santarém - Uma aeronave com dois passageiros capotou para fora da pista quando estava a aterrar no aeródromo de Santarém, provocando um ferido ligeiro.

12 de agosto, Fundão - Um avião de combate a incêndios aterrou de emergência em Ferreiras, concelho de Fundão. Os dois tripulantes saíram ilesos.

14 de agosto, Évora - Uma aeronave, um bimotor Beech 99 conduzido pelo dono do avião e proprietário da empresa de para-quedismo SkyDive, caiu no Bairro de Almeirim, causando a morte dos dois ocupantes. O aparelho causou ainda danos no edifício em que raspou quando caiu.

16 de agosto, Setúbal - A queda de uma aeronave ligeira na zona de Alcácer do Sal, na Herdade de Palma, resultou na morte do piloto do aparelho, de 79 anos, e um dos donos da propriedade agrícola. Registou-se ainda um ferido grave, de 18 anos, com queimaduras nas pernas, e dois feridos ligeiros, familiares das vítimas e que se encontravam em terra.

15 de setembro, Beja - Uma avioneta caiu em Aldeia de Sete, em Castro Verde, e fez três mortos.

3 de outubro, Covilhã - Um avião despenhou-se durante um festival aéreo na Covilhã. Os dois tripulantes do avião, o piloto e uma jornalista, sofreram ferimentos ligeiros.

9 de outubro, Castro Marim - Uma aeronave caiu em São Bartolomeu do Sul, concelho de Castro Marim, causando a morte do piloto, único ocupante do aparelho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG