Alentejo

Suspensas buscas por pai de menina que morreu na Barragem de Montargil

JN/Agências

Suspensas buscas por pai de menina que morreu na Barragem de Montargil

Foto Arquivo Global Imagens

As buscas pelo homem, de 33 anos, que desapareceu hoje na Barragem de Montargil, foram suspensas às 21:23, sem que tenha sido encontrado, e são retomadas no domingo de manhã, revelou a Proteção Civil.

Em declarações à agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre não especificou a hora a que a operação vai ser retomada, mas disse que será "ao início da manhã".

O homem, segundo fonte da GNR igualmente contactada pela Lusa, é pai da menina, de cinco anos, que foi retirada com vida da barragem, esta tarde, com ferimentos graves.

A criança, ainda foi transportada para o hospital, em Abrantes, mas a fonte da GNR confirmou à Lusa que faleceu, embora não tivesse sabido especificar se a morte aconteceu no percurso ou já na unidade hospitalar.

Após o socorro à menina, as buscas na barragem pelo pai da criança prosseguiram durante a tarde e a noite.

A fonte da GNR contactada pela Lusa explicou que, de acordo com relatos de testemunhas, quando tudo aconteceu, pai e filha estariam a utilizar um barco de borracha, na albufeira, perto do parque de campismo.

"O senhor estava a nadar e a menina estaria no barco. As testemunhas não se aperceberam do que é que aconteceu a seguir, mas viram o corpo da menina na água e foram uns banhistas que a conseguiram retirar para terra, inconsciente, e depois foram efetuadas manobras de reanimação", relatou a fonte policial.

O alerta para esta situação foi dado aos bombeiros às 15:06.

No total, ao longo do dia de hoje, as operações de socorro e de buscas envolveram 40 operacionais, apoiados por 20 veículos, dos bombeiros, GNR e Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Mergulhadores dos bombeiros de Avis, Gavião e Ponte de Sor também estiveram envolvidos nas buscas, tendo igualmente sido acionado para o local um helicóptero do INEM, o qual, contudo, não chegou a ser utilizado.