JN Rede de Notícias

Escola de aviação L3 rescinde contratos com 120 alunos sem concluir formação

Escola de aviação L3 rescinde contratos com 120 alunos sem concluir formação

A escola de aviação Aerocondor L3 European Airline Academy, localizada no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, em Portalegre, decidiu rescindir contratos com cerca de 120 alunos dos atuais 260. Estes alunos ficam assim sem concluir a formação de piloto, num curso que ronda os 80 mil euros por pessoa.

"Uma rutura de contrato de forma brutal, injustificada e inesperada" e que pode "pôr em causa a reputação da L3Harris, a cidade de Ponte Sor e a atratividade do Aeródromo", refere a fonte que deu conta do sucedido, que acrescenta: "No dia 7 de maio, cerca de 120 alunos, contratualmente ligados à escola de aviação Aerocondor L3 European Airline Academy para treino de ATPL Integrado, receberam um email da escola dizendo que os seus contratos seriam terminados, alegando a covid-19 como forma de justificação de mudança no rumo do seu negócio".

Refere a informação que, apesar dos alunos procurarem "respostas concretas e claras", não têm tido sucesso, encontrando-se o diretor da escola, Mário Spínola, "incontactável, desaparecido e mudo, não oferecendo qualquer tipo de justificação detalhada e plausível além do seu email enviado no dia 7 de maio. Até a administração da mesma escola em Tires, localizada a 200 quilómetros, assim como a sede social da escola L3, em Inglaterra, não tem nenhuma informação sobre a decisão, não tendo noção do que está a acontecer".

Leia mais em Médiotejo.net

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG