Atraso na assistência

Bebé de oito dias morre à espera de médico em Portalegre

Bebé de oito dias morre à espera de médico em Portalegre

Bombeiros foram acionados esta manhã de quinta-feira, às 9.33 horas, para bebé de oito dias com dificuldades respiratórias em Alagoa, Portalegre. VMER não estava disponível. Criança foi transportada ao hospital, onde foi declarado o óbito.

Chamados para socorrer um bebé de oito dias com dificuldades respiratórias em Alagoa, Portalegre, os Bombeiros Voluntários de Portalegre viram-se obrigados, nesta manhã de quinta-feira, a realizar manobras de suporte básico de vida sem "ajuda diferenciada".

PUB

À chegada da corporação, o bebé estava "em paragem cardiorrespiratória", o que envolve a necessidade de pedir "ajuda diferenciada", explicou ao JN o comandante dos bombeiros, Pedro Bezerra. Dadas as circunstâncias, esclareceu, e perante "a proximidade geográfica" ao hospital de Portalegre, a assistência seria garantida pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) daquela unidade. "Não estava disponível", afirmou Pedro Bezerra, não sabendo qual o motivo da falha.

Sem uma equipa especializada, os dois bombeiros que estavam no local, com formação em suporte básico de vida, agiram "de acordo com o protocolo" e transportaram o bebé de oito dias na ambulância, até ao hospital, em manobras de reanimação.

As tentativas foram "infrutíferas", lamentou Pedro Bezerra. "O óbito foi declarado já em meio hospitalar", acrescentou o comandante.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG