Covid-19

Surto na Misericórdia de Portalegre já provocou 13 mortes

Surto na Misericórdia de Portalegre já provocou 13 mortes

O surto de covid-19 em valências da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre (SCMP) já provocou 13 mortes, estando ainda infetados 56 residentes e 14 funcionários.

Em comunicado, a comissão administrativa da instituição explica que "de uma forma geral" os utentes infetados "estão assintomáticos ou com sintomatologia muito ligeira", acrescentando que, dos 56 utentes infetados, seis estão hospitalizados.

Desde que o surto foi detetado, em 12 de novembro, registaram-se 13 óbitos. Num universo de 91 funcionários, estão de baixa médica 31, "dos quais 14 têm testes positivos".

No comunicado, que indica haver 24 residentes que não estão infetados, é explicado ainda que os testes vão continuar a ser efetuados na instituição, devendo a próxima testagem ocorrer "no final da próxima semana".

"Atenta a todos os que precisam de ajuda, a SCMP tem estado a reforçar o apoio domiciliário em situações sinalizadas pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), de pessoas que testaram positivo para covid-19 e sem rede de suporte familiar, por forma a serem acauteladas as necessidades urgentes e inadiáveis", lê-se no documento.

"Reiteramos que, graças ao apoio quer das brigadas de intervenção rápida, quer dos recursos humanos cedidos pela Câmara Municipal de Portalegre, a situação tende a estabilizar a curto prazo, também por via do regresso de alguns funcionários que se encontravam em casa por motivos vários", acrescenta a comissão.

A SCMP conta com o apoio do Instituto Politécnico de Portalegre, (IPP) que, através das áreas de enfermagem, psicologia e serviço social, está a colaborar com as equipas da instituição no cuidado de proximidade a residentes, funcionários e famílias.

PUB

De acordo com o relatório publicado, esta sexta-feira, pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), na sua página na Internet, o distrito de Portalegre conta com um total de 27 mortes associadas à covid-19 desde o início da pandemia.

519 casos ativos

No documento é referido que o distrito regista 519 casos ativos, 729 casos recuperados e 28 pessoas internadas nas unidades hospitalares da região.

A lista de casos ativos é liderada pelo concelho de Portalegre, com 245 casos. Seguem-se Nisa, com 48 casos ativos, Elvas (47), Gavião (41), Crato (40), Marvão (21), Arronches (14), Campo Maior (15) e Ponte de Sor, com 10 casos ativos.

Os concelhos de Fronteira e Castelo de Vide apresentam nove casos ativos cada, Avis oito, Alter do Chão sete e Monforte quatro.

O concelho de Sousel não apresenta hoje qualquer caso ativo.

A ULSNA indica que foram feitos 30.326 testes de diagnóstico no distrito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG