Exclusivo

Impedido de entrar no Politécnico porque teve covid

Impedido de entrar no Politécnico porque teve covid

Aluno faltou à prova nacional e instituição negou nova data. Ministério do Ensino Superior diz que fará o exame.

Gonçalo Azevedo, 18 anos, concluiu em junho o 12.º ano em Amarante e, porque estava infetado com covid-19 no dia do exame de admissão, viu-lhe barrado o acesso ao Ensino Superior. O jovem não se calou e ameaça, se necessário for, "resolver o assunto na Justiça". Porém, o Ministério do Ensino Superior respondeu, ao JN, que quem não fez as provas pelas mesmas causas que Gonçalo vai poder realizá-las mais tarde.

O aluno completou o curso profissional de Técnico de Automação de Computadores na Secundária de Amarante e quer seguir engenharia no Instituto Politécnico do Porto. "O exame estava marcado para 19 de junho e no dia 13 recebi um teste positivo para a covid-19", conta o estudante que, de imediato, contactou a Direção Geral de Saúde para dar conta da situação. "Disseram-me para ficar tranquilo, que fazia o exame noutra data ou de outra forma que não a presencial".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG