Autarquia

Gestão corrente da Câmara de Baião recebeu mais do que gastou

Gestão corrente da Câmara de Baião recebeu mais do que gastou

A gestão corrente da câmara de Baião relativa ao ano 2019 teve um saldo positivo de cerca 2 milhões de euros.

A receita corrente ascendeu aos 12 milhões e 412 mil euros enquanto a despesa corrente se ficou pelos 10 milhões e 450 mil euros, "o que permitiu salvaguardar confortavelmente o princípio do equilíbrio orçamental", justifica o executivo socialista liderado por Paulo Pereira.

As contas da Câmara de Baião de 2019 foram aprovadas por maioria, sem votos contra, a 2 de maio, na Assembleia Municipal com 30 votos a favor, incluindo todos os Presidentes de Junta, e quatro abstenções de eleitos do PSD.

O relatório de Atividades e Contas refere que 2019 a autarquia baionense demorou, em média, 16 dias a pagar a fornecedores e a prestadores de serviços.

A execução do Orçamento atingiu os 13 milhões e 652 mil euros, mais 1 milhão 266 mil euros que no ano anterior. "Esta execução poderia ter sido ainda mais elevada, caso não se tivessem verificado atrasos substanciais, alheios à autarquia, nomeadamente em diversas candidaturas a Fundos Comunitários", justificou o autarca Paulo Pereira.

No último ano a autarquia transferiu mais de 1 milhão de euros para entidades do concelho. As Juntas de Freguesia receberam 488 mil euros. As entidades sem fins lucrativos tiveram transferências no valor de 585 mil euros.

Em 2019 as empresas de Baião executaram obras ou forneceram bens à autarquia no valor de 1 milhão 490 mil euros (mais 101 mil euros que em 2018).

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG