Covid-19

Alunos de Gondomar sem computador em casa recebem tablets

Alunos de Gondomar sem computador em casa recebem tablets

Os alunos de Gondomar que não têm computador em casa vão receber tablets para ser assegurado o ensino à distância, no âmbito das restrições impostas devido à Covid-19. Serão emprestados já na próxima semana pela Câmara, que tem disponíveis 800 numa primeira fase.

A medida destina-se aos alunos dos vários graus de ensino, apenas no caso de não possuírem computador em casa. A seleção dos alunos e a distribuição dos equipamentos serão asseguradas pelos 11 agrupamentos de escola, podendo também ser disponibilizado acesso a Internet aos alunos, sempre que os agrupamentos fundamentem essa necessidade.

Instado pelo JN sobre esta medida, o presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, remeteu para "o atual contexto educativo, com os alunos em casa a terem atividades educativas à distância e prevendo-se, de acordo com as palavras do primeiro-ministro, que possa vir a durar mais tempo a interrupção". Sublinhou ainda que a maioria das escolas se encontra a trabalhar em regime de ensino à distância, sendo que "a sociedade atual obriga cada vez mais ao uso de ferramentas informáticas e todos os alunos devem ter direito em equidade ao acesso à educação".

"Considerando que o Município de Gondomar vinha a dotar as escolas com equipamentos informáticos, tablets e uma plataforma interativa de conteúdos +saber, que agora não estão a ser utilizados, estão já disponíveis numa primeira fase 800 tablets" para os alunos que serão abrangidos pela medida, adiantou o autarca.

Na rede escolar pública do concelho existem cerca de 16.800 alunos.

.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG