Covid-19

Associação de Gondomar oferece-se como "táxi" de compras para idosos

Associação de Gondomar oferece-se como "táxi" de compras para idosos

A Associação Mutualista de Gondomar (AMUT), no Porto, está a contactar os associados reformados e com doenças de risco para lhes disponibilizar um serviço de compra e entrega de medicamentos.

De acordo com dados de 2015 que constam do diagnóstico da rede social de Gondomar, neste concelho existem cerca de 25 mil pessoas com mais de 65 anos, o que corresponde a 14% da população total, sendo que 54% desses habitantes residem sozinhos e 35% com pessoas de idade equivalente, adiantou a Lusa.

A pensar nessa realidade e devido à pandemia de Covid-19, a AMUT - associação que nasceu da transformação da Caixa de Previdência dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Gondomar e Serviços Municipalizados - decidiu contactar os seus associados mais vulneráveis e pedir-lhes que fiquem casa e deem aos colaboradores da instituição a lista de compras alimentares e de medicação.

"Disponibilizamo-nos para ser o táxi dessas pessoas. No fundo, vamos fazer o que um familiar faria, mas pode não ter oportunidade neste momento de emergência nacional de fazer. Claro que os nossos colaboradores e voluntários só fazem este serviço se quiserem e sempre com todos os meios de proteção individual", disse à Lusa a presidente da AMUT, Ângela Pereira.

Além de pessoas idosas, esta iniciativa, que foi batizada de "Estamos juntos!", estende-se a pessoas com doenças crónicas, oncológicas e cardíacas, entre outras que constituam risco.

"Muitas destas pessoas ou estão sozinhas ou só têm o seu cuidador habitual - a esposa ou marido, um filho, um vizinho - e esse cuidador agora não pode sair de casa", frisou a responsável da associação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG