Gondomar

Mau tempo terá provocado 400 mil euros de prejuízos

Mau tempo terá provocado 400 mil euros de prejuízos

A Câmara de Gondomar estima que o mau tempo que se fez sentir no Norte do país no último fim de semana tenha provocado prejuízos de cerca de 400 mil euros no município, disse hoje o presidente, Marco Martins.

Em declarações à agência Lusa, o autarca relatou que sábado e domingo foram registadas em Gondomar "58 ocorrências devido às chuvas fortes".

Os casos mais frequentes foram de inundações, quedas de muros, aluimentos de via e passeios alagados.

"No total, só em estragos no domínio público, ou seja, vias e edifícios públicos, estimamos um prejuízo a rondar os 400 mil euros. Registamos algumas situações graves que estão em resolução", referiu Marco Martins.

Em São Cosme, freguesia central de Gondomar, distrito do Porto, devido às chuvas, uma pessoa ficou desalojada.

"Mas a família resolveu a situação. A casa é particular e o senhorio vai tratar o caso", referiu o presidente da Câmara.

Já em Rio Tinto, acrescentou o autarca, o muro do recinto que alberga a feira caiu, enquanto em São Pedro da Cova, devido às obras de colocação de saneamento que estavam a decorrer na última semana, ocorreram inundações que obrigaram a "trabalhos de limpeza urgentes".

No sábado, a Proteção Civil registou 307 ocorrências no distrito do Porto e 41 em Braga devido ao mau tempo, sendo sobretudo relacionadas com carros submersos e inundações de estradas secundárias.

O comandante Pedro Araújo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) fez às 16:30 um balanço das ocorrências relacionadas com a queda de chuva e que afetaram essencialmente os distritos do Porto e de Braga.

Segundo Pedro Araújo, os concelhos mais afetados no distrito do Porto foram a Maia e Matosinhos com registo de várias estradas secundárias e veículos submersos pela água, bem como garagens e habitações inundadas.