Exclusivo

Já se pesca lampreia no Rio Douro à espera de clientes

Já se pesca lampreia no Rio Douro à espera de clientes

Pescadores de Ribeira de Abade ainda conseguem 500 peixes por ano. Restaurantes esperam que negócio volte à normalidade. Gondomar retoma neste ano o festival em honra da iguaria.

Apesar de ser entre fevereiro e março que as lampreias são pescadas em maior quantidade, a safra já começou na pequena comunidade piscatória de Ribeira de Abade, em Valbom, Gondomar. E mesmo que a pesca tenha decaído desde que a barragem de Crestuma/Lever foi construída, ainda se consegue apanhar por ano cerca 500 lampreias, que depois são vendidas para os restaurantes de todo o distrito do Porto. No prato, o preço desta iguaria ronda os 55 e 60 euros.

Na Casa Lindo, famoso restaurante com mais de 270 anos, a azáfama era grande por esta altura nos anos anteriores à pandemia. "Tínhamos clientes que faziam centenas de quilómetros para vir comer a lampreia", conta Pedro Martins, gerente e filho da proprietária Gracinda Lima. Por época eram servidas à volta de 300 lampreias. "No ano passado foram 50. Neste ano, estamos na expectativa porque embora as restrições estejam a aliviar as pessoas continuam em teletrabalho e não estão para sair de casa para ir ao restaurante", acrescenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG