Exclusivo

Confinamento acaba com prostituição em Lousada

Confinamento acaba com prostituição em Lousada

GNR emitiu cerca de 60 contraordenações a prostitutas e clientes. Câmara de Lousada aproveitou iniciativa e destruiu barracos usados para a prática de atos sexuais.

A GNR utilizou a lei criada para combater a pandemia da covid-19 para acabar com uma zona de prostituição existente, há décadas, na mata de Lustosa, em Lousada. Nos últimos dois meses, a Guarda emitiu cerca de 60 contraordenações por violação do dever geral de recolhimento domiciliário e da limitação de circulação entre concelhos a prostitutas e a clientes que, obrigados a pagar multas de 200 ou mais euros, abandonaram um local que continua a ser fiscalizado diariamente.

A Câmara de Lousada associou-se à iniciativa e destruiu os barracos construídos na berma da estrada que davam guarida às mulheres e eram usados para relações sexuais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG