Bruxelas

Trabalho de Lousada na área ambiental premiado a nível europeu

Trabalho de Lousada na área ambiental premiado a nível europeu

Lousada recebeu, na quinta-feira, no Comité das Regiões, em Bruxelas, uma distinção ambiental a nível europeu na área da sustentabilidade.

O prémio Ação Transformativa do Ano 2019, atribuído pelo ICLEI (Local Governments for Sustainability, juntamente com o País Basco e a cidade dinamarquesa de Aalborg, com o apoio do Comité das Regiões Europeu e do Banco Europeu de Investimento, reconheceu o trabalho feito pela Autarquia de Lousada ao "usar a educação ambiental para ligar a população ao seu território enquanto promove práticas ambientais". O júri de especialistas salientou o "potencial de transformação sociocultural, socioeconómica e tecnológica da comunidade" a partir de uma estratégia ambiental que, desde 2017, permitiu plantar mais de 40 mil árvores com o apoio de mais de 4.500 voluntários, a recuperação de mais de 20 hectares de terras danificadas, a criação de 20 lagoas e aumentar a reciclagem de resíduos em mais de 500 toneladas por ano, entre outros, destaca o ICLEI.

Lousada ficou à frente das cidades de Leuven (Bélgica) e Berlim (Alemanha), também finalistas deste galardão e com um percurso de décadas nas políticas de sustentabilidade e ambiente, realça o vice-presidente da Câmara Municipal de Lousada, Manuel Nunes, que recebeu o prémio em Bruxelas. "O que a nossa ação tem de original é partir do conhecimento e da ciência para conseguir educar para o ambiente, sustentabilidade e cidadania, envolvendo as pessoas, as associações, empresas e autarquias locais e motivando-as para atuar e mudar o território", salienta o também responsável pelo pelouro do Ambiente e Natureza.

Segundo Manuel Nunes, os fatores originalidade e inovação e a possibilidade de replicabilidade do projeto pesaram na escolha do júri. "Este reconhecimento é uma validação do projeto e de toda a estratégia ambiental e um impulso para continuar", garante o autarca, acrescentando que deu também a possibilidade ao concelho de contactar com outras boas práticas a nível internacional. "Espero que este reconhecimento nos leve, enquanto comunidade, a querer fazer ainda mais e melhor pelo ambiente", afirmou o vice-presidente da autarquia.

O presidente da Câmara, Pedro Machado, também se congratulou com esta conquista nas redes sociais. "Toda uma rede de peritos reconheceu os nossos projetos ambientais como uma referência, um modelo a seguir. Mostraram que, com a ajuda de todos, mudar o mundo, melhorar o ambiente e proteger a biodiversidade, mesmo com recursos escassos e em territórios de elevada pressão humana, é possível", disse.

Lousada recebeu 10 mil euros para iniciar uma ação transformadora no território, um troféu e vai poder marcar presença na Mannheim2020, uma conferência europeia que funciona como uma interface entre a União Europeia e as ações sustentáveis a nível local.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG