O Jogo ao Vivo

Vila Nova da Telha

Incêndio na Maia causa cinco feridos, um deles em estado grave

Incêndio na Maia causa cinco feridos, um deles em estado grave

Um incêndio num armazém nas proximidades do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, provocou pelo menos cinco feridos, na manhã desta quarta-feira.

O incidente ocorreu pelas 11.30 horas, numa empresa de lavagem de veículos pesados e cisternas, instalada numa zona industrial, na Rua Vilar do Senhor, em Vila Nova da Telha.

Segundo o presidente da Junta da Freguesia de Vila Nova da Telha, Joaquim Azevedo, pelo menos cinco funcionários da empresa ficaram feridos.

De acordo com fonte oficial do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), dois feridos graves foram transportados para o Hospital de S. João, no Porto, bem como um dos três feridos ligeiros.

Apesar de a proximidade da fábrica ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, o incêndio "não afetou em momento algum" a descolagem ou aterragem de aeronaves, disse fonte da ANA.

Falta de licenciamento

A empresa onde trabalhavam 11 pessoas e onde ocorreu o incêndio operava de forma irregular há cerca de dois anos e, segundo o vereador da Proteção Civil da Câmara da Maia, Mário Neves, já tinha um processo judicial a decorrer por falta de licenciamento.

Segundo o comandante dos bombeiros de Moreira da Maia, Manuel Carvalho, o fogo teve origem nas cisternas dos camiões que estavam a ser lavadas.

O incêndio foi dado como terminado pelas 14.30 horas, estando em "período de vigilância".

Em declarações aos jornalistas, o comandante Manuel Carvalho garantiu que "não existe perigo para a população nem para a fábrica vizinha".

"Felizmente atacamos rapidamente", referiu, indicando que no local, situado a 150 metros do Aeroporto de Francisco Sá Carneiro, e onde foi criado um perímetro de segurança, se encontram 23 veículos e 50 operacionais dos bombeiros.

ver mais vídeos