Maia

"Os ratos parecem coelhos e andam na rua como nós"

"Os ratos parecem coelhos e andam na rua como nós"

Os moradores da Rua Augusto Simões, na Maia, desesperam com terreno por limpar. A câmara municipal já fez uma desratização.

António Andrade não abre as janelas de casa com medo que os ratos entrem. Jeni Barros já não estende a roupa no quintal e tem vassouras espalhadas pelo pátio para afugentar os bichos. São vizinhos, moram na Rua Augusto Simões, na Maia, e há cerca de sete anos sofrem com a falta de limpeza de um terreno junto às suas residências.

"Enquanto a casa esteve alugada, nunca tive problemas. Os inquilinos trabalhavam na lavoura e criavam porcos, mas estava sempre tudo limpinho. Quando morreram, durante uns anos, a coisa ainda se compôs, depois [os donos] deixaram de tratar do terreno", contou Jeni Barros, que não poupa esforços para resolver o problema.

Ler mais na edição impressa ou versão e-paper

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG