Autarquia

Câmara do Marco de Canaveses aprova IMI no mínimo e derrama de 1%

Câmara do Marco de Canaveses aprova IMI no mínimo e derrama de 1%

A Câmara Municipal do Marco de Canaveses aprovou, em reunião do executivo, a manutenção da carga fiscal para 2021 semelhante àquela que foi praticada este ano. Assim, o IMI manter-se-á na taxa mínima de 0,3%.

Há ainda lugar a uma majoração de 40 euros para os prédios ou parte desses prédios de famílias com dois dependentes a cargo e 70 euros para famílias com três ou mais dependentes a cargo.

O executivo de maioria socialista aprovou ainda a introdução de uma taxa de derrama de 1% aplicar às empresas com um volume de negócios superior 150 mil euros. As empresas que tenham um volume de negócios até esse valor ficam isentas do pagamento.

Desconto no IRS

O município do Marco de Canaveses, por outro lado, manteve-se no grupo de câmaras que devolvem 1% da taxa de IRS, a que tem direito, aos seus munícipes. A Câmara marcuense aprovou a fixação de 4% na taxa de IRS. O máximo permitido por lei é 5%.

Todas estas propostas agora aprovadas em reunião do executivo carecem de aprovação da assembleia municipal, o que sem prejuízo da discussão política, deverão ser aprovadas pela maioria também afeta ao PS.

Feira extra

Ainda na vertente económica municipal, foi aprovada a mudança de data da segunda-feira quinzenal de novembro. Assim, a feira prevista para o dia 15 desse mês vai realizar-se quatro dias depois, a 19 de novembro. A mudança, segundo a autarca Cristina Vieira, "teve a concordância dos feirantes" e acontece em virtude da realização do Campeonato Nacional de Enduro, cujo parque de viaturas da prova assentará arrais no Largo da Feira. Como medida compensatória pela mudança, a câmara do Marco de Canaveses decidiu autorizar os feirantes a realizarem uma feira extra, a 22 de dezembro, véspera do Natal.

Outras Notícias