Adaptação

Estratégia de Habitação arranca com transformação de escola no Marco de Canaveses

Estratégia de Habitação arranca com transformação de escola no Marco de Canaveses

A Escola Básica de São Salvador, na freguesia de Soalhães, Marco de Canaveses, começou esta segunda-feira a ser alvo de obras de adaptação que visam transformar aquele espaço em quatro habitações: três de tipologia T2 e uma T1.

O investimento tem um custo global de 185 mil euros e é a primeira ação no concelho no âmbito da Estratégia Local de Habitação (ELH).

Até 2026, a autarquia prevê aumentar em 130% a oferta de habitação social no concelho (passar de 80 para 183 casas). Além da transformação das antigas escolas primárias, devolutas face à reorganização do parque escolar, a ELH prevê também o reaproveitamento de antigas casas da CP ao longo da Linha do Douro, no município marcuense, e a construção de novas habitações de raiz.

O acordo de apoio do Governo à ELH do Marco de Canaveses, assinado em junho de 2021, prevê um investimento de cerca de oito milhões de euros.

"Atrevo-me a chamar a esta empreitada a "Mãe de todas as Obras" por ser a primeira a iniciar de todas as previstas na Estratégia Local de Habitação. Até ao final deste ano todas escolas e jardins de infância nestas condições irão ser alvo de concurso. Também iremos avançar com as casas da CP com quem estabelecemos uma parceria", revelou a autarca Cristina Vieira, na cerimónia protocolar do auto de consignação da empreitada. Além da escola de S. Salvador, na freguesia de Soalhães, a escola de Lardosa será alvo de idêntica empreitada.

O Presidente da Junta de Freguesia, António Monteiro, disse estar esperançoso com este investimento que no seu entender "irá alavancar a resolução de um problema da freguesia, que é a falta de habitação".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG