25 de Abril

PSD de Marco de Canaveses diz que recusa aceitar liberdade "cíclica ou intermitente"

PSD de Marco de Canaveses diz que recusa aceitar liberdade "cíclica ou intermitente"

O presidente da Comissão Política do PSD de Marco de Canaveses insta, num comunicado sobre a comemoração do 25 de Abril, ​​​​​os cidadãos do concelho a defender a liberdade e lança farpas ao PS.

Francisco Sousa Vieira escreve que "a liberdade e a sensação de liberdade sempre foram exaltadas pelos marcoenses com a verdade em riste", porém salienta que recusa que a liberdade seja "cíclica, intermitente ou circunstancial". O PSD de Marco de Canaveses acusa o PS (atualmente na presidência na autarquia) de se regular por "truques, ilusionismo e propaganda".

"É a esses [restantes partidos políticos] que hoje lançamos o repto para que na nossa terra se repudie o silenciamento do contraditório, da defesa da honra e da verdade; se condene a descontextualização dos factos e a legitimação da mentira; se despreze a tentativa de condicionamento da opinião pública; se impugne a implementação de uma democracia personalizada ao gosto do poder; e se rejeite a intimidação e coação daqueles que exercem a liberdade do seu pensamento e ação", afirma o presidente da Comissão Política do PSD de Marco de Canaveses.

O feriado do 25 de Abril vai ser assinalado pela autarquia com uma transmissão online no Facebook com intervenções da presidente da Câmara Municipal, Cristina Vieira, o presidente da Assembleia Municipal, Jorge Vieira, e representantes dos partidos com assento na Assembleia Municipal.

Outras Notícias