Pandemia

Saúde mental: Marco de Canaveses vai ter consulta especializada para a região do Tâmega e Sousa

Saúde mental: Marco de Canaveses vai ter consulta especializada para a região do Tâmega e Sousa

O Ministério de Saúde vai criar no Marco de Canaveses uma consulta descentralizada de Saúde Mental através do Centro de Respostas Integradas do Porto Central.

A consulta foi proposta pela autarca local, Cristina Vieira, ao Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, no âmbito de uma reunião em que também participaram os diretores da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) e do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Tâmega I.

A proposta, segundo a autarca, mereceu a disponibilidade da ARS-N para iniciar as diligências de elaboração e negociação do protocolo a estabelecer.

A pandemia veio agravar as doenças do foro mental, mas também agravou as dependências, nomeadamente o álcool, droga, e outras, como é o caso do novo fenómeno social muito relacionado com as crianças, a "adição aos ecrãs", que desde muito pequenas começam a apresentar sintomas de privação.

"Estamos a falar de um conjunto de dependências que têm implicações no funcionamento saudável das famílias e no bem-estar das pessoas, pelo que o acolhimento desta proposta para a criação, no concelho, de uma consulta especializada faz-me acreditar que podemos vir a ficar mais preparados para intervir e responder a estas necessidades", explica Cristina Vieira.

No Marco de Canaveses, atualmente, há 170 utentes inscritos medicados. Destes, 139 por substâncias psicoativas e ilícitas (drogas) e 110 por álcool. Os números, no entender da autarca, pecam por defeito devido às dificuldades de acessibilidade dos utentes a este tipo de consulta. Atualmente quem na região pretender, via Serviço Nacional de Saúde ir a uma consulta descentralizada para saúde mental, terá se deslocar ao Porto, a Braga ou a Vila Real. "Muitos acabam por desistir de procurar ajuda", sustenta Cristina Vieira que espera inverter a realidade com a abertura da consulta no Marco, fazendo notar que a área de influência do ACeS Tâmega está a descoberto dos cuidados de saúde mental.

Para a criação desta resposta clínica será criada uma equipa multidisciplinar composta por profissionais de medicina, enfermagem, psicologia e serviço social.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG