Linha do Douro

Suprimidas três passagens de nível entre Marco de Canaveses e Caíde

Suprimidas três passagens de nível entre Marco de Canaveses e Caíde

A Infraestruturas de Portugal (IP) vai suprimir três passagens de nível entre Marco de Canaveses e Caíde, na Linha do Douro, uma intervenção que deverá arrancar em junho e implicará uma interdição da circulação durante a madrugada.

Fonte da IP disse hoje à agência Lusa que a intervenção foi "devidamente coordenada" com a Comboios de Portugal (CP), que irá assegurar o serviço de transporte alternativo, neste momento previsto para o período compreendido entre 13 de junho e 31 de dezembro.

A empreitada foi consignada a 02 de maio e tem como objetivos principais o "reforço das condições de segurança, de exploração e fiabilidade do serviço ferroviário na Linha do Douro".

PUB

Segundo a IP, a intervenção compreende a supressão de três passagens de nível, duas localizadas ao quilómetros 50,274 e 51,145, em Vila Meã, concelho de Amarante, e outra situada ao quilómetro 56,527, na freguesia de Santo Isidro e Livração, concelho de Marco de Canaveses.

A empreitada inclui ainda a construção de salas técnicas de sinalização, a serem criadas nas estações de Caíde e de Marco de Canaveses.

A IP referiu que, para garantir a "boa execução da empreitada", é necessário proceder à interdição da circulação neste troço durante a madrugada.

Hoje, em Diário da República (DR), a CP anunciou a abertura de um concurso para a prestação de serviços de transbordo rodoviário de substituição na Linha do Douro, no percurso Caíde - Marco de Canaveses - Caíde, no período de 13 de junho a 31 de dezembro 2023, "em virtude de trabalhos na via".

No anúncio, a empresa informou que o preço máximo admitido neste procedimento é de 147 mil euros e que o prazo para a entrega de propostas é de seis dias após a publicação do anúncio em DR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG