Matosinhos

Dieta mediterrânica ajuda a prevenir perda de memória

Marta Neves

Foto Pedro Granadeiro/global Imagens

Projeto Mind - Matosinhos é gratuito e põe intervenientes, dos 18 aos 85 anos, a exercitarem a mente e o corpo.

A ida da mulher para um lar com demência, e o sentir que podia estar a "ficar contaminado", como contou em jeito de graça, fez José Afonso, 84 anos, procurar ajuda. "Em boa hora me inscrevi. Com a minha idade, o esquecimento é natural, mas enquanto puder manter a cabeça ocupada é melhor", contou ao JN o idoso, enquanto preparava um assado de legumes.

A colega de bancada na cozinha, Margarida Vieira, 69 anos, começou por ter "problemas auditivos", depois surgiram os primeiros "lapsos de memória". A utente acabou encaminhada pela médica de família para o Mind - Matosinhos: Programa gratuito, liderado pelo investigador do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, Vítor Tedim Cruz, que inclui cinco intervenções não farmacológicas que ajudam a prevenir a perda da memória e que consistem em exercício físico, treino cognitivo, educação alimentar, adaptação à perda de memória e avaliação e correção de problemas auditivos.

Na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, ontem, um grupo de participantes do projeto aprendeu alguns dos "princípios da dieta mediterrânica, promotora de saúde". "É capacitar estas pessoas de que há ingredientes que previnem vários problemas de saúde, e ensinar-lhes novas formas de os cozinhar", explicou Daniela Sousa, nutricionista e técnica do Mind.

Numa das salas da faculdade, a hora era ainda de pequeno-almoço, mas os intervenientes preparavam o almoço: "Sopa de grão de bico e espinafres, legumes assados como beringelas, curgetes, pimento vermelho e batata doce e dourada", referiu a técnica, salientando "a importância das leguminosas, vegetais, frutas e peixes gordos". "Antigamente a única ginástica que fazia era levar a comida à boca. Agora, até a cozinhar aprendo", valorizou José.

Podem-se inscrever-se na iniciativa todos os moradores de Matosinhos, ou que estejam inscritos nos centros de saúde do concelho, com idades entre os 18 e os 85 anos, e que tenham queixas de perda de memória, através do e-mail: mind.matosinhos@ispup.pt ou pelo número 912371271.