Animais

Um dos cães resgatados em Matosinhos corre risco de vida

Marta Neves

Ice está internado com prognóstico reservado

Foto Direitos Reservados

Um dos três cães resgatados esta quarta-feira de um apartamento em Leça do Balio, Matosinhos, onde não comiam nem bebiam com regularidade há cerca de um ano, corre risco de vida.

Ice, o cão bege e branco que apresentava estar mais debilitado, está internado em estado crítico, a soro e a antibiótico.

Apesar de, logo nos primeiros instantes após ter sido retirado do apartamento, o animal ter bebido e comido, agora o corpo não está a aceitar nem comida nem água, devido a uma desidratação extrema, estando por isso com prognóstico reservado.

Independentemente do futuro do animal, certo é que os três cães não podem ir para adoção enquanto não ficar concluído o processo judicial decorrente da queixa-crime apresentado contra o antigo dono, acusado de maus-tratos.

Até lá, os três animais vão estar à responsabilidade de Ana Pinto da Costa, da ComRaça, equipa de resgaste animal, que conseguiu retirar os cães do apartamento.

O caso foi tornado público esta quarta-feira, pelos vizinhos do dono dos cães, que andaram cerca de um ano a alertar as autoridades para a situação "insustentável" em que viviam os animais. Sem água, comida ou sombra. Aliás, os cães tiveram de ser retirados ao colo tal era o estado debilitado em que se encontravam.

Esta quarta-feira, os moradores do prédio, situado na Travessa Elaine Sanceau, em Leça do Balio, voltaram a chamar a Polícia, depois de já o terem feito também no dia anterior. Mas o proprietário dos cães, engenheiro informático na casa dos 20 anos, nunca chegou a abrir a porta às autoridades.

Só quando reconheceu a voz de Liliana Oliveira, da associação Tarecos e Patudos, onde havia adotado Ice, é que acedeu abrir a porta.

Para além de Ice foram também resgatados um labrador e um pastor belga.

Segundo os vizinhos, em abril houve uma fiscalização ao local, tendo sido levado na altura um cachorro.

Fonte da PSP confirmou ao JN que o caso foi participado ao Ministério Público.