Exclusivo

Cais de Leixões inativo há quatro anos devido a cratera

Cais de Leixões inativo há quatro anos devido a cratera

Há quatro anos que o cais da Doca 1 Norte do Porto de Leixões está inativo. O piso abateu devido às chuvas intensas do início de 2018 e desde essa altura que o local que servia de atracagem a muitas das embarcações que ali chegam deixou de ter qualquer atividade.

Ainda não há uma previsão para o início das obras de reparação da cratera, que com o tempo foi ganhando dimensão. Mas todo o cais Norte, no lado de Leça da Palmeira, vai ser alvo de uma requalificação, no valor global de 25 milhões de euros.

Questionada pelo JN, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) referiu que "em relação ao aluimento de 2018 não existiu um grande impacto", explicando que "as cargas já estavam a ser preparadas na zona sul, onde foi feita a restruturação", acrescentando que "esta alternativa acabou por resultar positivamente num crescimento de 5% das cargas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG