Matosinhos

Casa de Chá da Boa Nova vai ser requalificada

Casa de Chá da Boa Nova vai ser requalificada

A Câmara Municipal de Matosinhos e o chef Rui Paula estão em negociações para que o dono dos restaurantes DOP e DOC assuma a concessão da Casa de Chá da Boa Nova, que, esta sexta-feira, fechou as portas para requalificação.

O presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, afirmou, esta sexta-feira, em declarações à agência Lusa, que quer que a Casa de Chá, "obtenha uma estrela Michelin e se coloque no roteiro gastronómico mundial", enquanto o vice-presidente, Nuno Oliveira, garantiu que "o chef Rui Paula seria um ótimo aliado para conseguir esse objetivo".

O vice-presidente explicou ainda que "até à data as negociações ainda não estão fechadas, mas seria uma grande honra poder contar com um chef tão conceituado".

A Casa de Chá da Boa Nova, projetada por Siza Vieira, vai ser alvo de uma requalificação por parte da Câmara de Matosinhos, que, conforme afirmou o presidente Guilherme Pinto, "pretende dar uma nova luz a um local que é já classificado como um monumento nacional".

"Estávamos à espera que terminasse a concessão que estava responsável pela Casa de Chá e, quando isso aconteceu, resolvemos fazer uma revisão do equipamento para avançar para as obras de requalificação. Queremos que a qualidade arquitetónica se equipare ao serviço e por isso mesmo precisamos fazer obras de conservação", explicou o autarca.

Guilherme Pinto confessou ainda: "Temos o objetivo de nos aliarmos a um parceiro que nos faça conseguir conquistar uma estrela Michelin, que distingue os melhores restaurantes, e esse é o nosso grande objetivo".

Rui Paula é o parceiro desejado para alcançar o objetivo, ficando a faltar ultimar pormenores das negociações entre ambas as partes.

PUB

O conceituado chef, que na última atribuição de estrelas Michelin não conseguiu conquistar o ambicionado galardão, afirmou, à agência Lusa, que "ainda é muito cedo para falar sobre este assunto mas assim que for oportuno fará declarações".

As obras na Casa de Chá ainda não começaram e, segundo o presidente da Câmara de Matosinhos, "estão pendentes por causa de uns ajustes que o arquiteto Siza Vieira tem que fazer para voltar a colocar aquele local como sempre sonhou".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG