O Jogo ao Vivo

MATOSINHOS AYR

Descontos nos transportes para quem poupar carbono em Matosinhos

Descontos nos transportes para quem poupar carbono em Matosinhos

Começa a funcionar esta quinta-feira a aplicação MATOSINHOS AYR, que permitirá aos utilizadores alugar bicicletas ou trotinetas elétricas, comprar e validar títulos de transportes públicos, pagar parcómetros, carregar veículos elétricos ou ter acesso a informações sobre os horários de autocarros e tempos de espera nas paragens.

Por agora, o projeto desenvolvido pelo CEiiA funcionará como experiência piloto para 50 munícipes de Matosinhos. Que também poderão ver na aplicação, através da respetiva carteira virtual, a poupança de carbono que conseguiu com as suas deslocações. A partir do próximo ano, quando a utilização da aplicação for generalizada a toda a população, essa poupança resultará em descontos nos transportes públicos, no estacionamento na via pública, no aluguer de bicicletas e trotinetas elétricas, entre outros serviços ou bens municipais.

Nesta fase inicial existem estações piloto de partilha de bicicletas elétricas: no jardim Basílio Teles, em frente à Câmara, nas instalações do CEiiA e no ISCAP - Instituto Superior de Contabilidade e Administração Pública. Está em curso a instalação de estações no Terminal de Cruzeiros, na Junta de Freguesia de S. Mamede de Infesta e no Norteshopping, avança a Autarquia, lembrando que o sistema será alargado depois a todo o município.

"Em Matosinhos queremos que [os munícipes] tenham na palma da mão as diferentes opções para poderem escolher os meios de transporte que melhor os servem e, sobretudo, poderem escolher entre meios de transporte ativos e sustentáveis", refere José Pedro Rodrigues, vereador da Mobilidade de Matosinhos, citado em comunicado da Autarquia.

"É imperioso que se mudem hábitos, e para que isso aconteça de forma efetiva, sustentável e duradoura, temos que colocar o cidadão no centro destas transformações. E foi por isso que, neste piloto de 50 cidadãos, procuramos incorporar munícipes com necessidades e hábitos de mobilidade distintos e que nos vão ajudar a aperfeiçoar o sistema", sustenta o autarca.

A iniciativa insere-se no Living Lab (Laboratório Vivo) Carbono-Zero de Matosinhos, um espaço delimitado geograficamente na cidade para o teste, experimentação e demonstração de soluções tecnológicas de baixo carbono, em contexto real, com vista à descarbonização do município.

O projeto envolve 15 entidades (município, empresas, centros de conhecimento) e, segundo a Câmara, já permitiu evitar a emissão de oito toneladas de CO2 pela iluminação pública no segmento da Rua Brito Capelo; 16,5 toneladas pela iluminação autossustentável do Parque das Piscinas de Matosinhos, 18 toneladas pela utilização de trotinetas elétricas (24 mil utentes) e a poupança energética de 40% com o sistema de gestão inteligente de energia.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG