Matosinhos

Edifícios afetados por incêndio em Matosinhos fora de perigo de derrocada

Edifícios afetados por incêndio em Matosinhos fora de perigo de derrocada

O presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, garantiu, esta quarta-feira, à agência Lusa que os edifícios que foram afetados pelo incêndio que deflagrou esta terça-feira no centro de Matosinhos "não estão em risco de derrocada".

O autarca esclareceu ainda que "o prioritário é ajudar as nove pessoas que agora estão a necessitar de auxílio, até porque já antes estavam a ser apoiadas pela Segurança Social".

"Vamos ter que dialogar com a Segurança Social para analisar a melhor solução para estas pessoas que ficaram sem o pouco que tinham. Essa é, para já, a nossa prioridade. Relativamente aos dados nos edifícios, os peritos vão analisar e, até ao final da semana, poderemos dar dados mais concretos. Mas uma coisa é certa, não há qualquer risco de derrocada", esclareceu Guilherme Pinto.

O incêndio que deflagrou terça-feira à noite numa pensão no centro de Matosinhos deixou 13 pessoas desalojadas e três edifícios parcialmente destruídos.

Dez dos 13 desalojados necessitaram de realojamento.

Nove dos afetados já estavam a receber, antes do incêndio, apoio da Segurança Social, estando agora a ser analisadas novas formas de ajuda com caráter prioritário.

O combate às chamas foi feito durante duas horas por bombeiros de quatro corporações, obrigando a linha do metro a estar encerrada durante o mesmo período.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG