Exclusivo

Em Matosinhos, a sardinha está "cara mas boa"

Em Matosinhos, a sardinha está "cara mas boa"

Há fartura na lota e, dizem pescadores e consumidores, já "pinga no pão". Um quilo custa 6,5 euros no mercado, à mesa chega aos 30.

A dois dias da grande noitada, o preço da sardinha já começou a subir. Os pescadores dizem que "é boa, gordinha e com um tamanho jeitosinho". No mercado, quem compra queixa-se dos preços, mas nem por isso a procura diminui. Afinal, o São João é só uma vez no ano. Entre a lota e o prato, o preço sobe mais de 20 vezes.

"Não é aquela gorda, gorda. Ainda não "chora" na brasa, mas já pinga no pão e é muito gostosa", atira, sorrindo, Carlos Braga, olhando para a tripulação que, em gestos quase mecânicos, separa a sardinha do carapau e, à direita e à esquerda, vai enchendo os cestos. O mestre do "José Dinis" crava a unha numa sardinha. Mostra a gordura gelatinosa, entre a pele e a carne. O barco foi pescar quase a Aveiro. Chegou às 8 horas, carregadinho com a "conta" que as regras o deixam trazer.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG