Leça da Palmeira

Escultura de Pedro Cabrita Reis em Matosinhos novamente vandalizada

Escultura de Pedro Cabrita Reis em Matosinhos novamente vandalizada

A polémica escultura assinada por Pedro Cabrita Reis, na marginal de Leça da Palmeira, Matosinhos, foi de novo vandalizada com inscrições a negro.

"A linha da praia" já havia sido vandalizada no final do ano, e entretanto, restaurada pela autarquia de Matosinhos. Porém, este domingo, algumas pessoas assinalaram na rede social Facebook que a obra de arte já estava novamente grafitada.

A obra foi inaugurada no dia 15 de Dezembro e logo alvo de polémica por conta dos mais de 300 mil euros que a Câmara de Matosinhos gastou na sua compra e instalação.

Na altura, a presidente da Câmara, Luísa Salgueiro, afirmou nas redes sociais que "o investimento na cultura está longe de ser consensual e é perfeitamente respeitável que as pessoas tenham a opinião", mas que "a política cultural é determinante para combater a intolerância".

Composta por vigas de ferro HA400, a escultura é descrita pelo Município como "uma nova perspetiva sobre a linha de horizonte do mar, sugerindo diversas interpretações através da forma e geometria e da sua sobreposição com o oceano".

Está situada na Avenida da Liberdade, junto ao farol da Boa Nova, na marginal desenhada pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG