Sondagem

PS vence em Matosinhos mas sem maioria absoluta

PS vence em Matosinhos mas sem maioria absoluta

O PS deverá recuperar a presidência da Câmara de Matosinhos. De acordo com a sondagem JN/Universidade Católica, Luísa Salgueiro consegue 33%. Seguem-se os ex-socialistas e agora independentes Narciso Miranda (21%) e António Parada (17%). PSD (9%) e CDU (8%) terão um lugar na vereação.

Assumindo-se a estimativa como um resultado eleitoral, Luísa Salgueiro (PS) surge na frente em todas as faixas etárias, mas sobretudo entre os eleitores com 65 ou mais anos. Uma vantagem confortável, mas não definitiva, uma vez que há uma percentagem muito elevada de indecisos (16%). Tendo em conta que a margem de erro da sondagem é de 2,6%, prevê-se que o PS terá entre quatro e cinco lugares no Executivo (para ter maioria absoluta seriam necessários seis).

A teima quanto ao número de eleitos é, nesta altura, para ser tirada com a lista independente de Narciso Miranda que, com uma marca de 21%, poderá eleger entre dois e três vereadores. Outro ex-socialista, agora também independente, António Parada fica-se pelo terceiro lugar na sondagem da Católica para o JN. Os seus 17% dariam para o eleger a ele e à sua número dois, Emília Fradinho.

O PSD (9%) repete o mau resultado de 2013, mas Jorge Magalhães conseguirá ser eleito vereador. Também José Pedro Rodrigues, da CDU (8%), deverá conseguir manter-se no Executivo.

Leia mais sobre os resultados da sondagem na Edição Impressa do JN ou assine a edição e-paper.

Ficha Técnica

Esta sondagem foi realizada pelo CESOP-Universidade Católica Portuguesa para o Jornal de Notícias nos dias 16 e 17 de setembro de 2017. O universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente e residentes no concelho de Matosinhos. Foram selecionadas três freguesias do concelho de modo a que as médias dos resultados eleitorais das eleições autárquicas de 2009 e 2013 nesse conjunto de freguesias (ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma) estivessem a menos de 1% dos resultados dos cinco maiores partidos ao nível do concelho. Os domicílios em cada freguesia foram selecionados por caminho aleatório e foi inquirido em cada domicílio o próximo aniversariante recenseado eleitoralmente no concelho. Foram obtidos 1364 inquéritos válidos, sendo 57% dos inquiridos do sexo feminino. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição de eleitores residentes no concelho por sexo, escalões etários, e freguesia na base dos dados do recenseamento eleitoral e das estimativas do INE. A taxa de resposta foi de 88%. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1364 inquiridos é de 2,6%, com um nível de confiança de 95%.

ver mais vídeos