Matosinhos

Loja da Arcádia no Norteshopping vence prémio de arquitetura

Loja da Arcádia no Norteshopping vence prémio de arquitetura

Estabelecimento está na zona "premium" do Norteshopping, em Matosinhos, e foi desenhado pelo ateliê Ventura + Partners. Novo espaço vai abrir na Foz.

Já trabalham juntos há mais de cinco anos. Tanto que quando Francisco Bastos, administrador da Arcádia, histórica marca de chocolates, foi desafiado a abrir um nova loja na Galleria, zona premium do Norteshopping, em Matosinhos, o empresário não teve dúvidas que teria de ser o ateliê dos Venturas + Partners, sediado no Porto, a fazer o projeto. "Tivemos dois dias para apresentar a proposta", confidenciou, entre sorrisos, o arquiteto Pedro Moreira, coordenador da equipa de "retail" do gabinete de arquitetura.

A loja acabou de conquistar a medalha de ouro nos MUSE Design Awards 2021, em Nova Iorque (EUA), na categoria de Design de Interiores. "Um motivo grande de orgulho e de reconhecimento. É bom para nós arquitetos e para a Arcádia", assumiu Pedro.

O espaço que agora a Arcádia ocupa no Norteshopping, com uma área de 300 metros quadrados, "estava destinada a ser uma "tea house", mas havia um operador internacional também interessado na loja", contou Francisco, recordando que a Arcádia "foi a primeira a ter projeto".

Tradição e inovação
"No fundo foi conseguir trazer para este espaço a tradição da Arcádia, com a imagem das arcadas da fachada da loja da Rua do Almada, do século XIX, aliando a inovação e contemporaneidade de uma marca que tem projeção internacional", descreveu o arquiteto, chamando a atenção para os detalhes, como "as madeiras de sucupira e os dourados".

De facto, chegados à zona mais reservada da Galleria, é a escadaria imponente e dourada da Arcádia - que faz a ligação do piso térreo ao "miradouro" -, que mais chama a atenção. "A guarda metálica foi toda feita aqui, soldada peça a peça", referiu o arquiteto, acrescentando que o grande desafio deste projeto "foi ao nível das carpintarias e serralharia".

Já Francisco Bastos destaca que foram "muito bem conseguidos" os painéis de fotografias antigas, dos anos 60, com antigas funcionárias a laborarem na loja da Rua do Almada. "Olhar para estas imagens tem um peso emocional forte. É uma homenagem a todas as pessoas que contribuíram para que a Arcádia chegasse aos 88 anos. Sem as nossas pessoas não somos nada", frisou o empresário.

Daí que o administrador da Arcádia não tenha dúvidas em caracterizar o novo espaço como "um tiro certeiro", uma vez que "a cada geração que está à frente do negócio [que já vai na quarta] cabe saber adaptá-lo àquilo que as novas gerações procuram".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG