Segunda fase custa cinco milhões

Matosinhos aprova novo concurso para o corredor do rio Leça

Matosinhos aprova novo concurso para o corredor do rio Leça

A Câmara Municipal de Matosinhos aprovou nesta quarta-feira, com a abstenção do PSD, a abertura do concurso público para a segunda fase de construção do corredor verde do rio Leça, num valor de cinco milhões de euros.

Esta empreitada, que compreende as pontes de Moreira e Carro, numa extensão de sete quilómetros, tem um prazo de execução de 18 meses, refere a proposta, hoje aprovada em reunião privada do Executivo.

A construção do corredor verde do rio Leça, numa extensão de 18 quilómetros, envolve três fases e um investimento de 19,7 milhões de euros.

Deste valor - financiado a 85% por fundos comunitários -, 900 mil euros são para a aquisição de terrenos.

A primeira fase, que está a decorrer, corresponde ao troço entre ponte de Moreira e ponte da Pedra (incluindo ligação a Picoutos), numa extensão de cerca de 6,9 quilómetros e um investimento de 7,2 milhões de euros.

O rio Leça, que nasce no município de Santo Tirso, tem 44,8 quilómetros de comprimento no seu curso de água principal, e passa por Refojos de Riba de Ave, Lamelas, Reguenga, Agrela, Água Longa, Alfena, Ermesinde, Maia até desaguar no Porto de Leixões, em Matosinhos.

Atravessando uma região com intensa atividade industrial, o rio foi, ao longo dos anos, afetado com vários focos de poluição, que degradou a qualidade das águas e dos sistemas biológicos, chegando ser apontado como um dos rios mais poluídos da Europa.

PUB

Desde 2016, que um grupo de grupo de trabalho, constituído por elementos dos municípios de Matosinhos, Maia, Valongo e Santo Tirso, tem vindo a trabalhar na consolidação, estratégia e definição de um plano para o corredor do Leça.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG