Premium

Passageiros da Maré: "As camionetas só foram pintadas por fora"

Passageiros da Maré: "As camionetas só foram pintadas por fora"

Passageiros continuam a apontar falhas à Maré, que opera há um ano em Matosinhos. Empresa garante ter reduzido a idade média da frota e o número de acidentes.

Horários por cumprir, campainhas avariadas e portas que não abrem. Após um ano a operar em Matosinhos, continuam a persistir falhas no serviço prestado pela Maré, a transportadora que substituiu a Resende. Aos olhos dos passageiros, poucas foram as mudanças introduzidas pela ViaMove, responsável pela operadora, detida pela Barraqueiro (51%) e pela Resende (49%).

Na Rua Álvaro Castelões, no centro de Matosinhos, Gisele Dias, 29 anos, espera pelo autocarro. Na paragem existe um postalete com a identificação da linha e do sentido do serviço. No entanto, não há indicação de horários. Cenário diferente vê-se em frente ao mercado de Matosinhos. Todas estão sinalizadas e têm os horários fixados. "As camionetas só foram pintadas por fora. Por dentro está tudo igual", disse Gisele Dias, sem esconder a desilusão sentida ao entrar pela primeira vez na Maré.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG