Exclusivo

Tangentes e convergentes na campanha de Matosinhos

Tangentes e convergentes na campanha de Matosinhos

Bruno Pereira (PSD/CDS) e o independente António Parada quase se cruzavam na mesma arruada pela defesa do comércio tradicional.

"O pai do menino que costuma infernizar a vida das galinhas", como o próprio se apresentou à comerciante que zela pelas capoeiras do Mercado de Matosinhos, é o mesmo Bruno Pereira, candidato da coligação PSD/CDS às eleições autárquicas de domingo, que andou nesta manhã de quarta-feira em campanha por um dos maiores templos sociais da cidade. Distribuiu panfletos, abraços e beijinhos e auscultou os problemas que mais afligem o comércio tradicional. Diagnóstico: "O poder político não tem dado apoios e não tem conseguido requalificar urbanisticamente a cidade para proteger o comércio local".

Abordado por outro comerciante do mercado municipal, que lhe observou a feroz concorrência dos hipermercados, Bruno Pereira respondeu de forma algo enigmática. "São como cogumelos. Sabe-se lá porquê, sabe-se lá porquê...", disse o candidato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG