Matosinhos

Vigilantes em protesto na APDL em Leça da Palmeira

Vigilantes em protesto na APDL em Leça da Palmeira

O Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas anunciou para esta quinta-feira de manhã uma concentração de protesto junto à APDL, em Leça da Palmeira, Matosinhos, em defesa dos trabalhadores que atualmente prestam serviço de segurança naquela entidade.

De acordo com um comunicado emitido pelo sindicato, a partir de 1 de janeiro de 2021 vai haver uma mudança na empresa que presta serviço de vigilância na APDL - Administração dos Portos de Douro, Leixões e Viana do Castelo.

O protesto visa exigir que os trabalhadores atualmente ao serviço continuem, sendo integrados na nova empresa, através do mecanismo de transmissão de estabelecimento. Em causa estarão mais de 100 pessoas, cujos direitos de efetividade e antiguidade o STAD quer ver salvaguardados.

O sindicato quer garantias. Admite que a nova empresa manifestou, de forma verbal, a intenção de ficar com os trabalhadores e garantindo a sua antiguidade, mas sem reconhecer "a importante figura legal da transmissão de estabelecimento".

Neste contexto, o STAD diz que já soliticou uma reunião urgente ao Ministério do Mar. E indicou que no protesto deverá marcar presença a secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG