Iniciativa

Paredes recebeu "a maior aula de yoga do riso em Portugal"

Paredes recebeu "a maior aula de yoga do riso em Portugal"

O riso do raspanete, o do elogio, o de lavar os dentes ou até o de andar de mota. Tudo foi motivo para pôr cerca de 500 seniores de Paredes a rir, naquela que terá sido "a maior aula de yoga do riso em Portugal".

A iniciativa, organizada pelo Município para assinalar o Dia Internacional do Riso, teve lugar no Pavilhão Rota dos Móveis. E rir é mesmo o melhor remédio, explicou o professor que conduziu a aula, um dos cerca de 100 líderes de Yoga do Riso em Portugal. "Rir alivia o stress e dá felicidade", garante José Santos. Juntando o riso, mesmo que falso, à respiração e a alguns exercícios de mímica as pessoas ficam disponíveis para "rir por tudo e por nada". "O cérebro não consegue distinguir o riso verdadeiro do riso falso. Fisiologicamente, ao rir estamos a mexer com o nosso metabolismo e isso faz bem", salienta.

Quem foi garante que sim. Prova disso foram as inúmeras gargalhadas que ecoaram pelo pavilhão. "Isto foi espetacular. É raro rir-me. Não sei como é que hoje me ri tanto quando vim para aqui a dizer não me vou rir", diz Marinha Marimba, 63 anos. Já Rosinda Ferreira, de 73 anos, confessa que gosta de rir. "Sou risonha e gosto de brincar. Estas coisas fazem falta. Uma começou-se aqui a rir e eu, que não estava com vontade de rir, fui obrigada a rir já com vontade", admite.

"Rir é o melhor remédio para os problemas", defendeu também Adão Alves, de 75 anos. Maria Fernanda Monteiro, de 66 anos, concorda. "Já me dói a barriga de tanto rir. A rir a gente espanta todos os males. Temos que levar a vida a rir e não a chorar", garante.

ver mais vídeos