bicicleta

Paredes inaugura serviço de partilha de bicicletas

Paredes inaugura serviço de partilha de bicicletas

Um serviço de uso partilhado de bicicletas, que vai custar cinco euros por ano a cada utilizador, vai estar disponível a partir de terça-feira em Paredes, revelou esta segunda-feira à agência Lusa o presidente da câmara.

Segundo Celso Ferreira, a primeira fase do projecto, promovido em articulação com uma empresa privada, vai arrancar com cerca de uma centena de bicicletas.

O autarca explicou à Lusa que foram criadas, em vários locais da cidade, infraestruturas para os munícipes solicitarem as bicicletas e as deixarem após utilização.

Praça central de Paredes, parque da cidade, estação do caminho-de-ferro, mercado, hotel e zona escolar serão alguns dos pontos onde haverá possibilidade de solicitar uma bicicleta.

Celso Ferreira espera uma boa adesão da população, que poderá passar a utilizar este tipo de transporte, não poluente, para circular dentro da cidade, melhorando a sua mobilidade.

O autarca lembra que nos últimos anos a cidade foi beneficiada com arranjos que procuraram diminuir as barreiras arquitectónicas, facilitando a circulação pedonal ou de bicicleta.

Além disso, acrescenta, o facto de a cidade de Paredes não apresentar grandes desníveis foi outro factor ponderado para se avançar com este uso partilhado de bicicletas.

Se a adesão da população se revelar elevada, o serviço está preparado para evoluir até às 400 bicicletas.

Celso Ferreira acredita que numa fase posterior o serviço pode ser alargado à cidade de Gandra, também no concelho de Paredes, por ali funcionar um estabelecimento de ensino superior com alguns milhares de estudantes.

Segundo referiu, essa possibilidade só poderá concretizar-se quando estiverem concluídas as obras de requalificação urbana que estão a decorrer em Gandra.