Pandemia

Quarenta alunos da CESPU em quarentena devido a caso positivo de covid-19

Quarenta alunos da CESPU em quarentena devido a caso positivo de covid-19

Quatro dezenas de alunos de duas turmas de Fisioterapia da Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU), em Gandra, Paredes, foram colocados de quarentena depois de uma estudante do polo universitário ter testado positivo para o novo coronavírus.

Os alunos estão assintomáticos e vão ser testados esta semana.

O primeiro caso, de uma aluna francesa, foi confirmado na passada quinta-feira, durante um procedimento adotado pela cooperativa para que os alunos possam ter acesso às aulas presenciais, que estão atualmente reduzidas a duas turmas a cada quinze dias.

Segundo Miguel Martins, coordenador do Gabinete de Marketing e Relações Pública da CESPU, "os alunos fazem uma consulta de despistagem 15 dias antes de voltarem às aulas e cumprem 14 dias de quarentena. No dia anterior ao regresso fazem nova consulta ou têm que apresentar um teste negativo à covid-19, para poderem assistir às aulas".

A aluna em questão, na impossibilidade de participar na consulta, realizou um primeiro teste que deu inconclusivo. Dias depois, um segundo teste foi positivo.

Durante este período, a aluna francesa não acedeu ao polo universitário, mas teve contacto direto com 19 colegas de turma. "Mas tínhamos as duas turmas a ter aulas e poderia ter havido contactos entre eles. Então, decidimos colocar os alunos das duas turmas em quarentena", explicou Miguel Martins, acrescentando que se encontram todos assintomáticos e em isolamento e vão realizar testes ao novo coronavírus, por ordem da delegada de saúde, na próxima quinta-feira.

Ao longo da pandemia, a CESPU tem adotado todas as medidas de segurança impostas pela Direção-Geral da Saúde, tendo ainda suspendido todos os estágios que decorriam em várias unidades hospitalares da região.

Face a esta situação, a Câmara Municipal de Paredes reforçou a vigilância na zona, através da GNR e da Polícia Municipal, apostando ainda mais em sensibilização.

Caso positivo em doente internada há dois meses no Hospital Particular de Paredes

Também em Paredes foi identificado, recentemente, um caso positivo de coronavírus numa doente internada há cerca de dois meses no Hospital Particular de Paredes.

O caso foi identificado aquando da realização de um teste à paciente, que ia ser transferida para outra unidade hospitalar. A mulher, que testou negativo quando foi internada, foi então transferida para o piso que o hospital tem para doentes covid-19.

Segundo a administração do Hospital foram testados doentes e funcionários, não tendo havido nenhum resultado positivo.