Penafiel

Corpo mudado de campa seis meses após o funeral

Corpo mudado de campa seis meses após o funeral

Um homem de 42 anos acusa o pai e as duas irmãs de terem trasladado o corpo da sua mãe meses depois de este ter sido sepultado no cemitério de São Vicente do Pinheiro, em Penafiel.

A mudança, garante Luís Costa, foi feita às escondidas e em violação da lei e, por isso, denunciou o caso no posto da GNR.

José Barbosa Soares, presidente da Junta das Termas de São Vicente, entidade responsável pela gestão do cemitério do Pinheiro, confirma que a trasladação foi realizada sem a autorização da Autarquia. E acrescenta que já foi aberto um inquérito para perceber como tudo aconteceu.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.