Penafiel

Militares da GNR feridos em perseguição

Militares da GNR feridos em perseguição

Uma viatura da GNR de Penafiel foi abalroada por um ladrão de carros que tentava escapar a uma perseguição movida por quatro patrulhas.

Os militares, assim como o condutor do carro furtado, ficaram feridos e tiveram de ser transportados para o hospital. Este último ficou internado devido a fraturas nas pernas, enquanto os guardas esperam por alta médica.

O embate, que deixou ambos os carros com avultados estragos, aconteceu no final da tarde de sábado, em Guilhufe, Penafiel.

O caso começa-se a contar na manhã da última segunda-feira. "Nesse dia, roubaram-me o carro que tinha estacionado na estação da CP de Valongo. Nunca mais soube dele até que, hoje (sábado) vimo-lo a passar nas Termas de São Vicente quando nos dirigíamos para Sebolido", conta Sérgio Duarte, dono do Opel Corsa. A esposa revela que, de imediato, alertaram a GNR e todos perseguiram a viatura. "Estivemos sempre em contacto com a GNR, que também veio atrás do ladrão", acrescenta Maria Augusta Duarte.

Por este motivo, e durante cerca de 30 minutos, patrulhas dos postos das Termas de São Vicente, Paço de Sousa, Paredes e Penafiel andaram no encalço do fugitivo, que, em Guilhufe, realizou várias ultrapassagens perigosas. Na última, perdeu o controlo do carro e bateu violentamente na viatura da GNR de Penafiel que circulava em sentido contrário. O condutor em fuga acabou por ficar encarcerado e teve de ser retirado do Opel Corsa pelos Bombeiros de Penafiel, que deslocaram para o local cinco viaturas e 15 elementos. "Os militares da GNR saíram pelos seus próprios meios da viatura, mas foram imobilizados", descreve fonte da corporação penafidelense.

Quando já ia a caminho do Hospital Padre Américo, onde ficou internado, ficou a saber-se que o condutor do automóvel furtado reside em Duas Igrejas, Paredes, e já foi condenado por vários furtos, inclusive a cemitérios. Aliás, apurou o JN, saiu da cadeia há poucos meses, mas continuou a furtar carros e outros objetos de valor. Alguns ainda estavam no interior do carro que conduzia e foram recuperados pelos militares do Núcleo de Investigação Criminal da GNR.

ver mais vídeos