Premium

A ilha feliz do Porto com vista para o comboio sobre o Douro

A ilha feliz do Porto com vista para o comboio sobre o Douro

Um total de 27 famílias resistem numa antiga ilha na zona das Fontainhas e, apesar das casas velhas, não querem sair dali.

No Bairro dos Moinhos (Munhos, na linguagem popular), nas Fontainhas, o Porto nada mudou. Vive-se como sempre se viveu, em casas pequenas e humildes, onde o tempo tarda em passar, mas onde todos se conhecem e entreajudam. Muitos são família. Aqui, as crianças ainda brincam na rua, com cuidado porque a ilha está colada à linha de comboio onde ainda circulam as composições entre S. Bento e Campanhã. Mais abaixo está o ramal ferroviário da Alfândega, há muito desativado e que será transformado pela Câmara em ecopista.

"Não somos contra o turismo, mas aqui não queremos hostéis. Queremos viver em paz como sempre vivemos", defende José Marques, que nasceu na ilha há 74 anos. Zé dos Quadros, como é conhecido por ter trabalhado anos a fabricar molduras, é o intermediário entre os inquilinos, um total de 27 famílias, e o senhorio.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG