O Jogo ao Vivo

Exclusivo

A loja de discos no Porto que veste a pele de guerreiro

A loja de discos no Porto que veste a pele de guerreiro

Uma "bonita história de insucesso comercial". É assim que Paulo Vinhas resume o trajeto da Matéria Prima, loja de discos no Porto que é sinónimo de compromisso cultural e estético há 30 anos.

Fundada em 1990 por Paulo Vinhas, Miguel Sá e Jorge Pereira, inicialmente como plataforma de distribuição via postal, tornou-se espaço físico em 1998, no antigo edifício do Artes em Partes, na Rua de Miguel Bombarda. Transferiu-se durante alguns anos para a Rua da Picaria, mas o rebuliço da noite, que entretanto invadiu a Baixa, fez a loja regressar a Miguel Bombarda, onde se instalou no n.o 127. Prepara agora nova mudança, em janeiro, para o n.o 232.

O que foi mais constante nestes 30 anos? "O objetivo de partilhar um capital de conhecimento que se materializa em discos, livros, revistas e outras publicações. E a ausência de preocupações comerciais e dessa obsessão capitalista com o crescimento", diz Paulo Vinhas ao JN. Não deixando de ser um negócio, a Matéria Prima resiste graças a um conjunto heterogéneo de clientes, nacionais e estrangeiros, que adquirem os seus produtos na loja ou através do site, onde se pode ler uma descrição sobre os seus potenciais destinatários: "DJ, digger, designer, diretor/a, dançarino/a, doméstico/a, dominatrix, debutante ou simplesmente uma pessoa curiosa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG