Projeto

Concurso para nova linha do metro entre Porto e Gaia lançado sexta-feira

Miguel Amorim

Foto Ana Fonseca / Global Imagens

O concurso para a elaboração do projeto da nova linha do metro, entre a Casa da Música, no Porto, e Santo Ovídio, em Gaia, é lançado na sexta-feira. Prevê-se que a obra, incluindo a nova ponte sobre o rio Douro, fique pronta em 2025.

O concurso para a elaboração do projeto da nova linha do metro, entre a Casa da Música, no Porto, e Santo Ovídio, em Gaia, é lançado na sexta-feira.

Numa fase posterior, quando o projeto estiver pronto, será lançado o concurso para a execução. Está previsto que tal aconteça no final do próximo ano, sendo que a empreitada também incluirá a nova ponte.

Ou seja, ainda que o concurso de ideias para a futura travessia tenha sido lançado a 16 de março, pelo primeiro-ministro António Costa nos jardins do Palácio de Cristal, a mesma empreitada tratará da ponte e da linha.

Prevê-se que a obra no terreno tenha início em 2023 e fique concluída em dezembro de 2025.

Pedro Baganha, vereador do Urbanismo do Município do Porto, assinalou, esta segunda-feira, na reunião de Câmara, que a ponte "ficará situada fora da Zona Especial de Proteção da ponte da Arrábida."

Em relação ao canal de metrobus no Porto, entre a Rotunda da Boavista e a Praça do Império, o concurso para a elaboração do projeto será lançado no dia 21 de maio.

O concurso para a obra será lançado no segundo semestre de 2022. Abril de 2023 é a data apontada para o arranque da empreitada, que deverá estar finalizada entre março e abril de 2025.

Esta segunda-feira, numa reunião de Câmara acalorada, com Álvaro Almeida, do PSD, e Ilda Figueiredo, da CDU, a contestarem as opções tomadas pela empresa Metro do Porto sem antes ouvir toda a vereação camarária, o autarca Rui Moreira disse que o novo canal de metrobus, da Boavista até à Praça do Império, "não obrigará ao abate de árvores na Avenida Marechal Gomes da Costa".

Relacionadas