Porto

Festival à espera de mais de meio milhão no Parque da Cidade

Marta Neves

Festival Comida Continente regressa ao Parque da Cidade depois da pandemia

Foto André Rolo/global Imagens

Comida de autor a preços económicos, concertos com vários artistas, workshops de culinária, degustação de vinho, queijos e enchidos, atividades ao ar livre, como slide, pinturas faciais, e jogos tradicionais e até uma roda gigante. Estas são algumas das atividades que pode experimentar no Festival Comida Continente, no fim de semana de 9 e 10, no Parque da Cidade, no Porto.

A entrada, a partir das 11 horas, é gratuita e apenas para provar os pratos dos chefs é que é preciso adquirir senhas que estão à venda no recinto. Cada senha custa 4,5 euros e dá direito a um prato. A organização aguarda mais de meio milhão de pessoas.

"Vai ser um fim de semana inesquecível", referiu Tiago Simões, diretor de Marketing do Continente, salientando que o evento serve para "celebrar a música e a gastronomia, ingredientes únicos para juntar as famílias".

Na apresentação do evento, que se realizou esta quarta-feira, o chef Hélio Loureiro - que vai cozinhar Tripas à Moda do Porto - confidenciou que para a confeção do prato foi preciso encomendar "400 kg de vitela, 400 kg de orelheira, 300 kg de enchidos e 600 kg de feijão".

Cris Mota, chef vencedora da quarta temporada do programa Hells Kitchen Brasil, que também vai participar no evento, acredita que o festival "vai ser épico", prometendo "fazer o melhor para que todos tenham a melhor comida".

Já o cantor Fernando Daniel, que atuará no dia 9, às 17 horas, confidenciou ao JN que "já gostava de ter atuado neste festival, mas nunca aconteceu".

No sábado cantam ainda Nenny, David e Tony Carreira.

Já Pedro Abrunhosa, que canta dia 10 (dia também dos concertos de Carolina Deslandes e Daniela Mercury), elogiou o local do concerto, "por juntar a floresta com o mar".