Iniciativa

"Antes de morrer, eu quero": um mural no Porto para celebrar a vida

"Antes de morrer, eu quero": um mural no Porto para celebrar a vida

Foi inaugurado, na tarde desta quarta-feira, o mural "Antes de morrer, eu quero", junto ao Mercado da Foz do Douro, no Porto. O objetivo da iniciativa, promovida pela associação Compassio, é lembrar a finitude da vida e a importância de a aproveitar, completando a frase: "Antes de morrer, eu quero...".

Nem a data escolhida para a inauguração nem a localização do mural foram aleatórias, admite Mariana Abranches Pinto, responsável da associação Compassio. "Aproxima-se o dia dos finados e encontramo-nos perto do cemitério da Foz."

"É muito importante falar da morte para realmente aproveitar a vida. Sabermos que somos finitos e falar sobre isso é falar da vida. Queremos pôr em cima da mesa de debate as doenças avançadas, a morte e o luto", relembra Mariana.

PUB

Os desejos são muito variados. Ao longo do mural pode ler-se: "viajar muito", "ter filhos", "ler mil livros" e "mudar a vida de alguém".

Matilde Barros, de 18 anos, confessa que sempre viu a morte como algo assustador, mas também como um motivo para agradecer a vida. Por curiosidade, a jovem aproximou-se e quis participar. "Agradecer à minha mãe", escreveu. "É interessante perceber o que é que pessoas de diferentes idades pensam sobre isto. A minha mãe é a pessoa de quem eu mais gosto no mundo e quero ter tempo para lhe agradecer por tudo."

Teresa Ramos, de 36 anos, considera a iniciativa importante, perante a sociedade em que vivemos. "Apesar de já existir em Lisboa, considero que continua a ser uma ideia inovadora. Na minha opinião, nunca se vive intensamente. Passamos o tempo a traçar objetivos a longo prazo e não pensamos que o amanhã pode não existir."

Podem ser deixadas mensagens no mural, de forma livre, até dia 9 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG