Exclusivo

"Anti-herói" resgata homem do rio Douro

"Anti-herói" resgata homem do rio Douro

Pânico, ansiedade e ato de valentia no Cais do Ouro, no Porto. Nadador-salvador rejeita "publicidade pessoal".

A queda de um homem ao Douro causou momentos de pavor na marginal da Rua do Ouro e também instantes de não menor ansiedade com o ato de bravura do cidadão que se lançou ao rio para resgatar da água o corpo imóvel. O homem estava em paragem cardiorrespiratória e deve a vida à prontidão do socorro e aos primeiros cuidados prestados por Rui Moura, antes de o INEM concluir as manobras de reanimação.

O incidente verificou-se por volta das 10.45 horas desta segunda-feira, a cerca de cem metros do cais do Ouro, no Porto. Precisamente, trabalhadores que procedem a obras de reconstrução do ancoradouro foram dos primeiros a dar o alarme. Numa zona de caminhadas, logo se juntaram pessoas. "Estava a sair do trabalho e vi que havia ali gente exaltada, sem saber o que fazer. Despi-me, fiquei em boxers, atirei-me à água e fui buscar o homem", conta Rui Moura, proprietário do bar do cais. O intrépido socorrista rejeita qualquer heroísmo e não quer "publicidade pessoal".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG