Exclusivo

Bares do Porto admitem voltar a pagar policiamento

Bares do Porto admitem voltar a pagar policiamento

Sede de sair à noite entope espaços de animação e ruas, com clientes "mais ansiosos e exaltados", obrigando a reforço da PSP. Empresários pedem controlo mais frequente.

"Mais ansiosos e mais exaltados", os clientes das discotecas e bares do Porto têm entupido as entradas dos estabelecimentos que, na maioria das vezes, já não têm capacidade para receber mais pessoas. A enchente obrigou a um reforço da PSP junto dessas áreas, informou fonte do Comando Metropolitano. Um vídeo que circulou pelas redes sociais mostra centenas de pessoas concentradas à porta da discoteca Via Rápida. O JN tentou ouvir os responsáveis do estabelecimento, mas sem sucesso.

Alguns dos maiores clubes noturnos mantiveram-se fechados mais algum tempo (como o Eskada, que abriu dia 23) e há casos de espaços, com capacidade para 200 pessoas, que apesar de abrirem à uma da manhã, às 23.30 horas já têm uma fila de espera de 600 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG